Arroz de Cuxá


O arroz de cuxá é um prato típico do Maranhão. O prato surgiu na cidade de São José do Ribamar, e é uma mistura das influências africanas e indígenas. Seu ingrediente principal e característico é a vinagreira, que lhe confere um sabor azedo. Veja, a seguir, uma receita do Restaurante Cheiro Verde, de São Luiz/MA.

Ingredientes

Meio quilo de arroz
3 maços de vinagreira
250g de camarão seco sem casca
Tomate cebola, pimentão, pimentinha de cheiro (picotar todos)
Azeite de dendê
Óleo
Sal

Modo de preparo

Cozinhe os 3 maços de vinagreira durante 10 minutos, depois escorra o líquido e picote com uma faca. Deixe o camarão seco sem casca de molho 5 minutos para tirar o sal. Pegue tomate, cebola, pimentão, pimentinha de cheiro, picadinhos e coloque numa panela por 5 minutos para refugar com 2 colheres de azeite de dendê e 2 de óleo. Coloque meia garrafinha de leite de coco no refugo. Misture o camarão, a vinagreira e o arroz. Deixe cozinhar até secar. E bom apetite!

Anúncios

Comments (2) »

Biscoitinho de Gergelim


Rendimento: 10 porções

Ingredientes

500 gramas de polvilho azedo
1 copo de leite frio
1 copo de água
1 copo de óleo
1/2 colher (sopa) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 ovo
3 colheres (sopa) de gergelim

Modo de preparo

Misture o sal e o açúcar com o polvilho. Umideça com o leite e faça uma farofa e reserve. À parte, leve ao fogo o óleo e a água, até levantar fervura.

Escalde a “farofa”, mexendo bem com o auxílio de uma colher de pau. Junte o ovo e o gergelim, formando uma massa homogênea, porém mole. Com auxílio de manga de confeiteiro, modele os biscoitinhos em uma assadeira untada.

Leve para assar em forno pré-aquecido. Quando os biscoitinhos estiverem crescidos (15 minutos), abaixar o forno para secarem.

Leave a comment »

Chá de Gengibre


Rendimento: 10 porções

Ingredientes

1 litro e meio de água
2 colheres de sopa de gengibre
1 rodela de limão sem casca
4 colheres de açúcar
Cravo
Canela

Modo de preparo

Caramelize o açúcar. Junte o gengibre, o cravo, a canela e o limão. Coloque a água e ferva por 15 minutos. Coe e sirva.

Dica: se desejar, pode usar mais gengibre.

Leave a comment »

Penne ao Molho Rosé e Azeitonas


Era sábado à noite. Família toda em casa, nenhum programa noturno marcado… e nada pra comer. Lá fui eu na cozinha, procurar por ingredientes. Abri a geladeira, e vi alguns tomates e um vidro de azeitonas fazendo aniversário. O resultado foi esta receita de última hora:

Rendimento: 6 porções

Ingredientes

500 gramas de penne
5 tomates
1 cebola média
1 dente de alho
2 cubos de caldo de legumes
200 gramas de creme de leite
1/2 xícara de azeitonas verdes picadas

Modo de preparo

Cozinhe o macarrão em água, um fio de azeite e uma pitada de sal. Pique os tomates, a cebola e o alho. Aqueça um pouco de manteiga, acrescente o alho e doure-o. Depois, coloque a cebola e cozinhe até murchar. Coloque os tomates e os cubos de caldo de legumes. Deixe ferver por 10 minutos. Desligue o fogo, acrescente o creme de leite e as azeitonas, e incorpore o molho à massa.

Leave a comment »

Vinagreira


Hibiscus sabdariffa

As raízes, sementes, folhas e frutos da planta são utilizados por vários povos na alimentação, medicina ou indústria. É boa fornecedora de vitaminas A, B e C, cálcio, ferro, fósforo e proteínas, podendo substituir a proteína da carne. Segundo estudos do pesquisador Marco Aurélio Martins, da Empresa Maranhense de Pesquisa Agropecuária, o fruto é a parte mais valiosa de toda a planta. Serve para preparar geléias, recheios de doces, pastas, marmeladas, xarope e vinhos. No Sul do país, é conhecida como geléia de rosela, com sabor semelhante ao de groselha.

Os resíduos da fabricação da geléia, xarope e vinho são aproveitados para a preparação de um vinagre de qualidade muito boa. Usam-se os frutos frescos ou secos. Quando secos, basta colocá-los na água para que retomem a aparência e as mesmas propriedades dos frescos. As folhas, cujo uso é mais difundido, especialmente no Maranhão, são cozidas e utilizadas em pratos típicos maranhenses, como cuxá e o bobó e também em cozidos de carne.

Na medicina caseira, as folhas são consideradas como emolientes (aliviam os processos inflamatórios) e estimulantes do estômago. Também previnem infecções e hemorragias e aumentam a resistência orgânica. As sementes, consumidas torradas, eliminam o excesso de água no corpo, pois estimulam o bom funcionamento dos rins, e são tônicas. A vinagreira ainda não alcançou a posição que merece dentro da cultura brasileira. Mas é muito considerada em países como Estados Unidos e Inglaterra, tanto por seu alto valor nutritivo como pela versatilidade de uso. Nos EUA, realizam-se estudos para melhorar a produção da vinagreira, visando a industrialização do vinho.

Faça agora mesmo: Arroz de Cuxá

Comments (8) »