Urtiga

Urtica dioica

Rica em cálcio, potássio e ferro, a urtiga apresenta excelentes resultados tanto na alimentação como na medicina caseira. As folhas bem novas das extremidades dos ramos podem ser usadas em saladas, guisados, sopas ou sucos, misturadas com outras ervas. Estimulam as funções digestivas, especialmente o trabalho do estômago e do pâncreas, facilitam a secreção urinária e ajudam no tratamento da diabete.

Por seu alto teor em ferro, seu uso na culinária ou em chás e tisanas é benéfico nos casos de anemia e de convalescença. O médico suíço Martin Furlenmeier relata seu uso antigo para aumentar a produção de leite das lactantes. Já a médica Gudrun Burkhard recomenda o chá como depurativo e diurético, indicado especialmente para os casos de reumatismo, gota e cálculos renais. O chá pode ser feito com a erva fresca ou seca. Na Europa, principalmente durante a Primeira Guerra Mundial, a urtiga foi usada para a produção de fibras têxteis e para a extração industrial de clorofila.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: