Couve

Brassica oleracea

Brassica oleracea

Já faz parte da cultura brasileira a couve-manteiga como acompanhante das feijoadas ou de outros pratos à base de feijão, como o tradicional tutu à mineira. Essa combinação é muito saudável, porque a couve ajuda a digestão do feijão, um alimento pesado. Mas ela não é apenas a “dama de companhia”. É bem mais rica em vitamina A que a maioria das outras hortaliças. Contém ainda vitamina B, e mais vitamina C que a maioria das frutas cítricas. É muito rica em minerais, principalmente enxofre, fósforo e ferro. Por isso, é considerada um alimento que restabelece a necessidade de minerais no nosso organismo.

Em geral, frita-se a couve com óleo e alho. O mais correto é refogá-la (mesmo com alho e óleo) rapidamente. Desse modo, mantém-se suas vitaminas e minerais. Mas o ideal mesmo é comê-la crua, em salada, cortada bem fininha. Como é rica em fibras, tem que ser bem mastigada para não se tornar indigesta. A não ser em sopas, não se deve consumir a couve cozida. E, nesse caso, deve-se usar poucas folhas para evitar a formação de gases. Pode-se usar couve levemente refogada em farofas, recheio para omeletes, lasanhas e panquecas.

Não jogue os talos fora. Eles são nutritivos e devem ser aproveitados em sopas, dentro do feijão e nos caldos. As folhas partidas em grandes pedaços são ótimas para fazer “charutinhos” recheados com arroz cozido, legumes, frango desfiado ou carne moída. As propriedades medicinais da couve são muitas: previne e combate distúrbios da glândula tireóide, as enfermidades do fígado, cálculos da vesícula e dos rins, as hemorróidas, a colite ulcerosa, as menstruações difíceis e dolorosas e a anemia.

O suco de couve, segundo o Dr. Flávio Rotman, estimula o apetite, combate vermes e a seborréia do couro cabeludo. Marco Natal recomenda o suco da couve como complemento no tratamento de bronquites, reumatismo e artrite. Funciona ainda como desinfetante intestinal e excelente fortificante para as crianças em fase de crescimento (em pequenas colheradas ou misturado a outros sucos, como o de cenoura).

A Dra. Gudrun Burkhard indica especialmente o suco de couve como cicatrizante de úlceras do estômago e duodeno. Na medicina popular, caseira, a couve é muito utilizada. Do talo da couve se faz um suco que combate o desejo de bebidas alcoólicas. Cozida em água fervente por um minuto, e coada, obtém-se um caldo para combater a tosse, asma, catarros e doenças inflamatórias da pele. As folhas cozidas no vapor e aplicadas no corpo servem para tirar dores ciáticas, reumáticas, nevrálgicas e até dores da gora. Estas folhas devem ser renovadas de hora em hora.

Faça agora mesmo: Charutos de Couve

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: