Caruru

Amaranthus spp

Amaranthus spp

Na Índia, suas sementes, consideradas superiores ao trigo, são usadas para fazer pães e podem também ser comidas torradas. No Brasil, suas folhas eram refogadas como se faz com a couve, e muito apreciadas. A palavra que designa a planta vem do indígena caá-riru, que Teodoro Sampaio traduziu como “a comida de folhas” ou “comida de ervas”.

Mas hoje poucas pessoas sabem que esse “mato” é comestível e muito nutritivo. A principal riqueza do caruru é o cálcio – segundo a tabela de composição de alimentos preparada pelo IBGE, em 100 gramas desse vegetal há 313 miligramas de cálcio, teor maior que todas as verduras tradicionais apresentadas na tabela.

Em cada 100 gramas de caruru, há ainda 5,6 mg de ferro (mais do que no espinafre), 3,7 g de proteínas, 530 mmg de retinol equivalente (vitamina A), 0,05 mg de vitamina B1, 0,24 mg de vitamina B2, 65 mg de vitamina C e 42 calorias. As hastes e folhas são usadas refogadas ou em saladas. O caruru ajuda a defender o organismo contra infecções e é recomendado para prevenir e tratar problemas no fígado.

Anúncios

2 Respostas so far »

  1. 1

    RITA DE CASSIA FERREIRA said,

    COMO PODEMOS IGNORAR UMA PLANTA QUE NASCE EM NOSSO QUINTAL E MANDAMOS CAPINAR?
    POR MERO DESCONHECIMENTO E IGNORANCIA……
    ACHO QUE COISAS BOAS DEVERIAM SER MAIS DIVULGADASE ESTUDADAS.

  2. 2

    Júlia said,

    Gostei muito legal saber sobre o caruru


Comment RSS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: